Durante o II Mega Encontro Internacional do Senepol, considerado o maior evento internacional da raça, que neste ano teve como tema os 100 anos do Senepol no mundo e os 18 anos da raça no Brasil, o Senepol da Barra teve a oportunidade de conversar com o presidente da ABCB Senepol, Pedro Crosara.

Confira no texto abaixo alguns temas abordados!

História da raça Senepol: desde sua origem pensada para melhorar a eficiência do rebanho de corte

A raça Senepol foi pensada desde a sua origem para melhorar a eficiência do rebanho de corte bovino em países de clima tropical.

A sua base vem dos anos 1800, quando bovinos da raça N’Dama foram importados do Senegal, oeste da África, para as Ilhas Virgens, no Caribe. A N’Dama era reconhecida por ser uma raça resistente ao calor, insetos, parasitas e doenças. Sua característica mais importante era a habilidade para sobreviver em regiões pobres de pastagens. Os criadores no Caribe responsáveis pela importação eram da família Neltropp e foi um herdeiro dessa família que, em 1918, decidiu introduzir a genética inglesa da raça Red Poll no rebanho, até então ainda puro do N’Dama. A Red Poll é uma raça altamente precoce, caracterizada pelo rápido ganho de peso e muito bem reconhecida no mercado pela qualidade de sua carne.

Esta mescla resultou nas bases do Touro Senepol, uma raça precoce, taurina, adaptada ao clima tropical e com características de excelência para produção de carne. O nome seria registrado apenas em 1954 (junção de Senegal com Red Poll).

Com esta explicação, a afirmação do presidente da ABCB Senepol fica fácil de ser compreendida: é uma raça que traz eficiência para produção de carne! Em um país de clima tropical, como o Brasil, o cruzamento industrial com a raça Senepol agrega valor na produção, trazendo características como o baixo peso ao nascimento, desmama em média uma @ mais pesado, ganho rápido de peso, docilidade, precocidade de abate e excelente acabamento de carcaça, com a típica carne de qualidade de uma raça taurina!

Crescimento impressionante da raça Senepol no Brasil

Todo pecuarista do segmento de corte está constantemente buscando soluções para aumentar a produtividade da sua propriedade. Mais carne de qualidade, em menos tempo: este é o mindset do produtor. E é por isso que a raça Senepol, que, como vimos no item anterior, foi pensada para aumentar a eficiência do rebanho de corte em países tropicais, tem registrado crescimento impressionante em nosso mercado.

Segundo pesquida da Scot Consultoria, publicada no site do Canal Rural, o macho meio-sangue Senepol vai para o abate em média 4 meses antes das demais raças, enquanto a fêmea em média 5 meses antes. A produção de carne feita com o meio-sangue Senepol rende mais ao produtor. Mais de dois terços dos pecuaristas que trabalham com meio-sangue Senepol recebem bonificação dos frigoríficos, segundo o mesmo estudo da Scot. Em média, a maior valorização em comparação com outras raças é na venda de novilhas (23%), seguida por boi magro (18%) e bezerro (17%).

Por conta disso, nos últimos 10 anos, o número de criatórios aumentou de 90 para 600 no Brasil, um crescimento de 600%. Quem investiu há 10 anos, hoje colhe os frutos,
e a previsão é de mais uma década de crescimento intenso! O rebanho passa dos 90 mil animais e a raça já tem aceitação superior a 93% no país. Em São Paulo, a aceitação da raça passa dos 97%; enquanto em todo Nordeste, Rio de Janeiro e Espírito Santo, o número alcança 100%!

Se você quer saber mais sobre os benefícios da raça e sobre como o Senepol da Barra está pronto para fornecer genética Senepol de qualidade incomparável ao seu rebanho, entre em contato conosco clicando aqui!