Saiba Tudo Sobre o Senepol: uma das raças bovinas que mais cresce no gado brasileiro

A raça Senepol tem apresentado um crescimento impressionante de indivíduos no rebanho brasileiro. Confira nesta matéria tudo de importante sobre ela!

Saiba tudo sobre o Senepol

Utilizada especialmente para aumentar a qualidade de rebanhos de produção de carne, com ênfase no Brasil para o cruzamento Senepol com Nelore, a raça Senepol tem batido recordes de venda ano a ano no Brasil. Neste artigo, passaremos pela história do Senepol, a origem do Senepol, os principais estudos divulgados no Brasil, cases reais, características e muito mais.

Vamos lá?

Quem fatura mais em leilões: Senepol ou Nelore?

O Senepol representa apenas 0,05% do volume total do rebanho bovino nacional, e, mesmo assim, segundo o Anuário DBO 2019, já é a segunda raça bovina com maior preço de faturamento em Leilões Bovinos, somando acima de 29 milhões de reais em 2018, o que é verdadeiramente impressionante.

A única raça a frente do Senepol em termos de faturamento nos leilões é a Nelore. Por representar a esmagadora maioria das cabeças de gado em nosso país, a raça Nelore tem maior volume de animais comercializados, e por isso soma o maior valor final de faturamento. Em 2018, por exemplo, a raça Nelore faturou acima de 400 milhões de reais.

Pela diferença da quantidade de animais, o mais justo seria analisar o preço médio do lote com animal da raça Senepol e o preço médio do lote com animal da raça Nelore. Nesta comparação, a raça Senepol tem preço maior que a Nelore: em julho de 2019, por exemplo, a média da valorização do Senepol foi R$10.816,00, enquanto a média da valorização do Nelore foi R$9.179,00 (fonte: revista DBO, edição de agosto 2019).

História da raça Senepol – conheça a origem genética Senepol

A história da raça Senepol e a origem da genética Senepol estão diretamente conectadas com a pecuária de corte: a produção de carne!

História da raça Senepol

Ainda nos anos 1800, a família Neltropp, do Caribe, grandes produtores de carne e conhecedores do melhoramento genético bovino, começaram a fundação da base genética que, centenas de anos mais tarde, resultou na origem da raça Senepol. Eles estavam na Ilha de Saint Croix: a maior ilha das Ilhas Virgens Americanas, localizada no seu extremo sul a mais ou menos 2000 km dos Estados Unidos, no ponto de Miami, Florida.

Desde o início, a intenção era clara: criar uma raça bovina capaz de aumentar a qualidade e o preço final da carne produzida, diminuindo o ciclo de abate. A soma destes fatores representa o sonho de todos os pecuaristas de carne, já que estão diretamente relacionados com a maior rentabilidade da produção como um todo. Além disso, a família precisava de uma raça rústica, capaz de se adaptar com facilidade ao clima tropical do Caribe, e também com maior tolerância a parasitas, já que são mais presentes em países de clima quente.

Neste sentido, a raça Senepol foi portanto pensada desde a sua origem para melhorar a eficiência do rebanho de corte bovino em países de clima tropical.

Vamos ver em mais detalhes a história do Senepol?

A base genética Senepol

A origem genética da raça Senepol é facilmente compreendida quando analisamos a base genética que serviu de fundação para o surgimento do Senepol.

Diante da missão de aumentar a rentabilidade da produção de carne, a família Neltropp, após diversos estudos e dezenas de anos de experiência (foram mais de quatro gerações envolvidas neste acontecimento, ao longo de centenas de anos de dedicação), importou para as Ilhas Virgens, no Caribe, bovinos da raça N’Dama vindos do Senegal, oeste da África.

Bovino da raça N DamaO N’Dama foi escolhido pela sua tolerância ao calor e parasitas e pela sua extrema rusticidade (capacidade de se desenvolver em qualquer tipo de pastagem). Já em 1918, quando o rebanho de N’Dama já passava das 250 cabeças, a família decidiu introduzir touros da raça Red Poll, bovino que tem sua origem na Inglaterra e se espalhou para ser uma das principais raças bovinas dos Estados Unidos, Canadá e Austrália.

A raça Red Poll, por sua vez, tem sua origem nas raças Norfolk Red (raça produtora de carne) e Suffolk Dun (raça produtora de leite), sendo mundialmente reconhecida pela sua precocidade e excelente qualidade de carne (tanto que formou a base dos rebanhos bovinos dos países que atualmente são os mais famosos em termos de excelência e qualidade da carne).

O cruzamento genético entre as raças N’Dama e Red Poll deu então origem a raça Senepol. Confira abaixo um resumo das principais características:

Origem do Senepol – A raça que veio do Senegal: a N’DAMA

Raça bovina senegalesa reconhecida por ser extremamente resistente ao calor, insetos, parasitas e doenças, utilizada para produção de carne. Sua característica mais importante é a habilidade para sobreviver em regiões pobres de pastagens: a rusticidade.

Bovino da raça Red PollOrigem do Senepol – A raça que veio da Inglaterra: a RED POLL

Raça bovina altamente precoce, caracterizada pelo rápido ganho de peso e muito bem reconhecida no mercado mundial pela qualidade de sua carne, típica de raças taurinas. O Red Poll teve origem nas raças inglesas Norfolk Red e Suffolk Dun.

Origem do Senepol – o resultado da combinação entre a raça N’DAMA e a raça RED POLL

Esta mescla resultou nas bases do Senepol: uma raça precoce, rústica, mocha, 100% taurina, adaptada ao clima tropical e com características de excelência para produção de carne.

A origem da raça Senepol: quando surgiu oficialmente o registro do Senepol?

1940 é o ano considerado marco inical para o registro do Senepol como raça de sangue puro, apesar do início da sua concepção ser datada de 1800. O nome Senepol em si foi oficialmente registrado apenas em 1954, quando os Estados Unidos reconheceram a raça como pura e oficializada. Hoje, a raça Senepol está presente em todos os continentes do globo e no Brasil já são mais de 100.000 cabeças de gado Senepol.

A origem do nome Senepol: porque a raça Senepol tem este nome?

O nome foi definido para homenagear as raças bovinas que deram a origem genética do Senepol: por isso, a palavra Senepol é criada pela junção do prefixo “Sene”, de SENEgal, país de origem da raça bovina N’Dama, com o sufixo “Poll”, da raça bovina inglesa Red Poll.

Presença global da raça Senepol

A raça Senepol está presente em países de todos os continentes, com dezenas de milhões de indivíduos, sendo considerada referência genética quanto o assunto é o aumento da performance de rebanhos destinados a produção de carne em regiões de clima quente.

Quem fatura mais em leilões Senepol ou Nelore

São exemplos de países com grande quantidade de animais da raça Senepol: Estados Unidos, Filipinas, AustráliaÁfrica do Sul, Zimbabwe, Botswana, Namíbia, Venezuela, Paraguai, Brasil, ArgentinaColômbiaPanamá, Porto Rico, México e República Dominicana.

Senepol TOP OITO: 8 características que você precisa saber sobre a raça Senepol

Bom, já vimos como o Senepol foi pensado e da onde surgiu a raça. Mas, afinal, qual foi o resultado deste trabalho de melhoramento genético realizado com a junção do bovino N’Dama com o bovino Red Poll?

Listamos para você abaixo um belo resumo com todas as principais características da raça Senepol, encontradas em diversos portais especializados e também coletadas com base na própria experiência de pessoas que trabalham diretamente com o melhoramento genético da raça há diversos anos.

Características que você precisa saber sobre a raça Senepol

Confira nosso TOP 8 características da raça Senepol abaixo:

1.      Características do corpo e da carcaça do Senepol

Os animais da raça Senepol apresentam corpo com grande comprimento, profundidade e largura. Além disso, o Senepol tem perna curta, o que retira excesso de ossatura na carcaça, apresentando equilíbrio e acabamento ideal para produção de carne. São naturalmente musculosos, com alto percentual de carne nas regiões nobres. O rendimento médio da carcaça do Senepol é 54%.

Características do corpo e da carcaça do Senepol

2.      Qualidade da carne Senepol

Uma das características da raça Senepol que mais precisamos destacar quando falamos dela é a qualidade da carne Senepol. Talvez este tenha sido a maior vantagem dos países que formaram a base dos seus rebanhos de corte com animais taurinos e pensados para produção de carne: a qualidade da sua carne fica maior. E, quando o mercado começa a querer mais qualidade no produto que compra, são exatamente os países que exportam qualidade que prevalecem e ganham destaque. O Brasil tem um rebanho de quantidade, mas ainda está longe de ser um rebanho de qualidade de carne.

A raça Senepol é o valor de qualidade de carne que a pecuária brasileira precisa neste momento. Tem a típica qualidade de excelência dos taurinos, como o Angus, sem, no entanto, apresentar pelagem abundante, o que impossibilitaria sua criação em países de clima tropical, como o Brasil.

É realmente fantástico ver um Touro Senepol 100% taurino, com tremenda qualidade de carne (suculência, marmoreio, AOL, EGS acima da média), cobrindo no pasto a vacada em estados desde Pará, Goiás, Matro Grosso, Tocantins até Rio Grande do Sul.

Qualidade da carne Senepol

3.      Baixo peso ao nascimento do Senepol

Quem trabalha com pecuária sabe bem a importância da época de partos na fazenda. Percentualmente, é nesta época que a chance de morte no rebanho é a mais alta e diminuir problemas neste período será sempre fundamental para o máximo de eficiência na produção do rebanho. Pois bem, o Senepol, por nascer com baixo peso, diminui consideravelmente os problemas de parto. O bezerro Senepol nasce com em média 35 kg, e fica logo de pé, começando a mamar o colostro.

Baixo peso ao nascimento do Senepol

4.      Eficiência alimentar e ganho de peso do Senepol

Outra característica que deve ser destacada é o rápido ganho de peso do Senepol. Em média, o bezerro Senepol desmama com uma @ mais pesado em comparação com bezerros de outras raças, segundo levantamento conduzido pela Scot Consultoria. O Senepol é dotado de alta rusticidade, isto é, são capazes de encontrar alimento mesmo em condições adversas, característica que tem origem na raça N’Dama, com grande capacidade de conversão alimentar.

Em termos de Ganho de Peso Diário (GPD), durante provas de avaliação em centros de performance e confinamentos avaliados, o Senepol apresenta GPD de 1,5 a 2,5 kg por dia. Um bezerro com genética Senepol vai para desmama com em média 50 a 60% do peso da mãe aos oito meses de vida.

Eficiência alimentar e ganho de peso do Senepol

5.      Tempo médio de abate: a precocidade da raça Senepol

O meio sangue Senepol, resultado do cruzamento F1 com Touro Senepol, tem tempo médio de abate comprovadamente menor do que outras raças: os machos abatem em média 4 meses antes que as demais raças; enquanto as fêmeas abatem em média 5 meses antes que as demais raças. Levando em conta o tempo médio de abate da pecuária brasileira, a precocidade de abate do Senepol pode significar um encurtamento de até 25% do ciclo para o produtor.

Tempo médio de abate a precocidade da raça Senepol

6.      O temperamento: a docilidade do Senepol

O temperamento dos animais Senepol é impressionante. Já imaginou ver uma criança de 5 anos fazendo carinho em um touro de 1 tonelada sem ficar preocupado? Pois é, esta é uma cena comum nas fazendas criadoras de Senepol e nas feiras Brasil afora.

O Senepol é um animal extremamente dócil e tranquilo, oferecendo mais segurança e mais facilidade para as operações do dia a dia, especialmente o manejo e a nutrição, pois aceitam com mais facilidade o cocho. Trabalhando com o meio sangue Senepol, você reduzirá a zero os acidentes com estrutura e mão de obra em sua propriedade.

O temperamento a docilidade do Senepol

7.      Precocidade sexual, produtividade e fertilidade do Senepol: Touro Senepol e Fêmeas Senepol

O rebanho Senepol apresenta rebanho totalmente longevo e produtivo. Os garrotes Senepol cobrem a partir dos 14 meses de idade e um Touro Senepol adulto cobre número superior de vacas a campo, com índice de prenhez acima a 90%.

As fêmeas são muito férteis, possibilitando uma quantidade menor de matrizes vazias na fazenda, o que aumenta a rentabilidade da propriedade. A novilha Senepol entra no cio com em média 13 ou 14 meses de idade. A fêmea Senepol tem grande habilidade materna, porém sem aquela característica agressiva que costumam apresentar nesta fase em outras raças (isso inclusive foi comprovado por estudo conduzido pela Universidade Estadual de Carolina do Norte, nos Estados Unidos). Há relatos de fêmeas Senepol com 15 a 20 anos e ainda em produção.

O Touro Senepol tem elevada Circunferência Escrotal (CE) e consegue ainda cobrir a vaca no pasto, ocasionando heterose a campo, mesmo nas horas de maior intensidade de calor do dia, e apresenta carcaterística de dominância quando juntos com lotes de diferentes raças.

Precocidade sexual, produtividade e fertilidade do Senepol Touro Senepol e Fêmeas Senepol

O Touro Senepol tem a carcaça comprida, o que ajuda na fecundação. Por apresentarem peso estável durante a vida adulta, conseguem trabalhar durante muitos anos na monta. Sua libido é alta, seguindo a vaca no cio aonde quer que ela vá, seja em regiões de difícil acesso ou não. Por isso, inclusive, tem se destacado tanto no cruzamento industrial no Brasil, já que por aqui temos diversas características geográficas distintas dentro do mesmo país, e o Touro Senepol se adapta em todas elas. O cruzamento industrial com Touro Senepol possibilita heterose a pasto: por ser uma raça pura 100% taurina, o Senepol garante 100% de heterose com raças zebuínas, como a Nelore, dando eficiência máxima no cruzamento industrial, como veremos melhor mais adiante neste artigo.

8.      Senepol: padronização, pelo zero, mocho e alta tolerância contra parasitas

O Senepol é uma raça com baixo índice de infestação de ecto e endoparasitas. Alguns estudos realizados nos EUA e Austrália apontam que o cruzamento com a raça Senepol diminui consideravelmente os índices de infestação de moscas e carrapatos do rebanho. Além disso, recentemente, estudo conduzido pela Faculdade de Mogi das Cruzes confirmou que, em temperaturas acima de 30ºC, as novilhas da raça Senepol não necessitaram acionar os mecanismos de manutenção de termólise referentes à respiração para manter a homeotermia.

Acredita-se que essa adaptação deve-se ao seu pelo, pois variáveis como espessura, diâmetro, comprimento e pigmentação exercem influência diária na função de quantidade de suor produzida e na dissipação desse calor com o ambiente. Isso comprova o Senepol como excelente opção para aumentar a capacidade imunológica e nutricional de bovinos criados em altas temperaturas.

Um estudo feito também na Universidade Estadual da Carolina do Norte comparou um rebanho Angus com um rebanho Senepol com Angus, e constatou que, enquanto no Angus 82% do rebanho teve infestação na contadem da mosca do chifre, apenas 18% do rebanho Senepol com Angus obteve a mesma infestação. Isso com o mesmo manejo e nas mesmas condições climáticas. Dentro da pecuaria australiana, a tolerância aos parasitas do Senepol também é famosa. Por lá, a amostra de contagem de carrapatos aponta que o Senepol tem a menor infestação do país, seja comparativamente ao rebanho Zebu ou outros.

A característica mocha do Senepol é predominante, passando para suas crias em 95% dos casos de cruzamento industrial com as demais raças bovinas. A raça Senepol tem alta padronização, com pelagem curta (pelo zero), cor forte (do amarelado claro até o forte avermelhado, que é mais característico do Senepol), com grande poder para transmissão das características na progênie durante o cruzamento industrial. Os genes do Senepol para característica de Homeostase são dominantes nos cruzamentos genéticos. Por este motivo, é uma opção muito executada na missão de adequar o tricross em matrizes S1 e S2. Neste sentido, diversos estudos já comprovaram que o bezerro com genética Senepol mantém as temperaturas da exata mesma maneira que o animal Senepol puro sangue.

Senepol padronização, pelo zero, mocho e alta tolerância contra parasitas

Cruzamento Senepol com Nelore: o casamento perfeito para o rebanho bovino de carne brasileiro

A raça Senepol, como consequência de todo o estudo que foi feito para sua origem e das características listadas acima, é a opção perfeita para aumentar a eficiência do rebanho de corte em países de clima quente.

Mas será que ela é a raça ideal para o Brasil?

Confira abaixo informações que atestam as condições ideais da raça para o seu uso e desenvolvimento em nosso país, tal qual vem acontecendo desde a sua chegada por aqui, há mais de vinte anos.

Cruzamento Senepol com Nelore o casamento perfeito para o rebanho bovino de carne brasileiro

Senepol com Nelore: 100% de heterose a pasto

No Brasil, mais de 80% dos animais do seu rebanho bovino são da raça Nelore, uma raça 100% zebuína com origem indiana. Ela é com certeza a raça comercial brasileira, e, para uma raça ser considerada ideal para cruzamento industrial por aqui, é fundamental que esta raça tenha bons resultados com Nelore, já que, como se vê pelos números, ela faz parte do cotidiano da pecuária brasileira.

E é aí que entra a raça Senepol.

O cruzamento Senepol com raças zebuínas, como a Nelore, é simplesmente o casamento perfeito. Para começar, a raça Senepol é 100% taurina, enquanto a Nelore é 100% zebuína, ou seja, estamos falando de raças cuja heterose será de 100%. A heterose, também conhecida como choque sanguíneo, é comprovada pelas maiores entidades detentoras de know-how mundo afora, sendo caracterizada como o fenômeno pelo qual os filhos de pais híbridos apresentam melhor desempenho (mais vigor ou maior produção) do que a média dos pais.

Senepol com Nelore 100% de heterose a pasto

Desta maneira, a performance do indivíduo depende diretamente da genética dos progenitores (touro e vaca), sendo que, quanto mais distantes (mestiços), maior a tendência do choque sanguíneo resultar em progênie de melhor produção.

Pela sua origem inglesa e taurina, a raça Senepol é ideal para cruzamento com raças indianas e zebuínas, como a Nelore. Os animais Meio Sangue Senepol levam para o rebanho do produtor características pensadas para aumentar a rentabilidade da produção de carne: produzir mais carne de qualidade em menos tempo! É este o principal motivo do crescimento tão grande da utilização do Touro Senepol nas fazendas nacionais.

Se você quiser ver os 10 motivos para se investir agora no Meio Sangue Senepol, fizemos um artigo só sobre este tema, que você pode acessar clicando no link desta frase.

Abate técnico do cruzamento Senepol com NeloreAbate técnico do cruzamento Senepol com Nelore: números práticos

Nos diversos abates técnicos realizados, os animais fruto do cruzamento Senepol com Nelore se sobressaíram muito.

O cruzamento Senepol com Nelore foi para o abate com entre 20 e 21 meses de idade, com pesagem média de 21 arrobas nos machos e 18 arrobas nas fêmeas. As carcaças tiveram aproveitamento de 53,9% a 56,7%, com acabamento de gordura entre 4,7 e 10,2 mm e AOL de 81,21 cm.

O Senepol da Barra tem diversos clientes com histórias reais de cases de sucesso absoluto na utilização do Touro Senepol no cruzamento industrial, não só Senepol com Nelore como também com diversas outras raças. Você pode clicar aqui se quiser ver mais cases reais da utilização do Touro Senepol no cruzamento industrial.

Senepol no Brasil: confira os melhores estudos disponíveis sobre a raça Senepol no Brasil

Um dos estudos mais valiosos sobre o Senepol no Brasil foi conduzido pela Scot Consultoria, denominado Cruzamento Industrial com Senepol e lançado no início de 2018. A pesquisa da Scot entrevistou mais de 300 pecuaristas brasileiros que utilizam Senepol para produção de carne.

Confira os melhores estudos disponíveis sobre a raça Senepol no Brasil

Além deste estudo, em 2019, o CEPEA – Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, da ESALQ/USP, divulgou também uma análise empírica muito interessante sobre a raça Senepol e o aumento da rentabilidade da pecuária de corte com a sua utilização no Brasil.

Separamos para você algumas informações úteis destes dois importantíssimos estudos sobre a raça Senepol. Confira abaixo:

Senepol: Bonificação paga pelos frigoríficos no Brasil

De acordo com as entrevistas, mais de 2/3 de quem trabalha com meio sangue Senepol recebe bonificação dos frigoríficos. Em média, a maior valorização em comparação com outras raças é na venda de novilhas (23%), seguida por boi magro (18%) e bezerro (17%).

Só para se ter uma ideia, em 2019 tivemos novos frigoríficos anunciando o pagamento de ágio no animal meio sangue Senepol em São Paulo, Tocantins, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Minas Gerais, algo que já era tendência desde anos anteriores e só vem aumentando.

Além disso, o meio-sangue Senepol é enquadrado no Protocolo 1953 da JBS, que contempla a marca premium de carna bovina do grupo, lançada em 2018, recebendo portanto bonificação de até R$13,00 por @!

Nas palavras do Diretor da Scot Consultoria, Alcides Torres:

“A indústria está pagando de forma espontânea ágio pelo meio-sangue Senepol. Os animais meio-sangue Senepol chegam a engordar quase uma arroba por mês durante a fase de cria e, na hora da venda, o produtor obtém uma diferença de peso de mais de uma arroba por animal em comparação com outras raças”.

Senepol Bonificação paga pelos frigoríficos no Brasil

Aceitação da raça Senepol no Brasil

O estudo da Scot também foi útil para entendermos a aceitação do Senepol no Brasil.

Foi feita a seguinte pergunta para todos: “Você pretende continuar usando Senepol e/ou seus cruzamentos?”. Veja abaixo a taxa de aceitação obtida da raça Senepol nas respostas em diversos estados e regiões do nosso país:

  • No Brasil como um todo: 93,2%
  • Na Região Norte: 90,5%
  • Na Região Sul: 91,7%
  • Na Região Nordeste: 100%
  • Na Região Sudeste (exceto SP e MG): 100%
  • Em São Paulo: 97,1%
  • Em Minas Gerais: 91,3%
  • No Mato Grosso: 94,1%
  • No Mato Grosso do Sul: 88%
  • Em Goiás: 97,5%

A rentabilidade da utilização do Senepol na pecuária de corte: veja dados econômicos

Segundo o estudo conduzido pelo IPEA (Esalq – USP), que também realizou pesquisas empíricas em propriedades de cria, recria e engorda nos estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Pará, a utilização da raça Senepol aumenta a rentabilidade da produção de carne. O resultado do estudo foi apresentado num conjunto de dados econômicos sobre a utilização da raça Senepol nas propriedades analisadas.

A pergunta que o estudo desejava responder era se a utilização de Touro Senepol realmente produzia animais de genética superior e com maior valor final agregado.

Segundo Sergio de Zen, o pesquisador do CEPEA que foi o responsável por esta empreitada acadêmica, divulgada em 2019:

“O estudo ajudou a comprovar que, aplicado dentro de um nível tecnológico adequado, o uso de reprodutores da raça Senepol permite a produção de animais de mérito genético superior e com maior valor agregado. Quando inserida em um sistema de produção adequado, a genética da raça traz vantagens em comparação a sistemas convencionais de produção, como um melhor desempenho na fase de recria e terminação, devido à heterose, quando utilizada em conjunto com matrizes zebuínas”.

Assim como o estudo da Scot, Sergio também ressalta a presença impressionante do pagamento de ágio na carne Senepol no Brasil, bem como a possibilidade de exportação da carne Senepol:

“Para os produtores que utilizam a genética da raça em seus rebanhos, é notável a presença de programas de bonificação para animais meio-sangue, além do crescimento de interesse do mercado por animais tricross. Dessa forma, existe o potencial crescimento de interesse de determinadas regiões por tais animais. Outro potencial mercado é o de exportação de animais vivos para países do Oriente Médio, que também têm interesse por animais de cruzamento industrial”

A rentabilidade da utilização do Senepol na pecuária de corte

Vejamos abaixo então quais foram as constatações da pesquisa para os sistemas de produção de cria, recria e engorda com animais cruzados Senepol em comparação com fazendas que não utilizam a genética Senepol:

Senepol na cria: dados econômicos de quem trabalha cria com animais cruzados Senepol no Brasil

  • taxa de desfrute: 43% acima das demais fazendas da região
  • bezerros vendidos por hectare: 50,9% mais bezerros vendidos
  • arrobas vendidas por hectare: 190,4% mais arrobas vendidas
  • peso à desmama: 30% maior (a idade dos animais foi a mesma: entre 7 e 8 meses)
  • taxa de lotação: 60% maior
  • receita por área: 470% maior
  • margem líquida (receita-COT): 439% maior por unidade de área e 262% maior por bezerro vendido

Senepol na recria e engorda: dados econômicos de quem trabalha recria e engorda com animais cruzados Senepol no Brasil

  • ganho de peso: em média 91% maior nas fazendas com Senepol do que nas fazendas modais das mesmas regiões do estudo
  • taxa de lotação: 12,81% maior
  • taxa de desfrute: 95% acima com animais cruzados Senepol
  • arrobas produzidas por hectare: 62,7% mais arrobas produzidas
  • arrobas vendidas por hectare: 119,4% mais arrobas vendidas
  • idade de abate: 30,1% menor
  • receita por área: 149% maior nas fazendas que usam animais cruzados Senepol na recria e engorda
  • margem bruta: 72% maior por hectare
  • margem líquida: 8% maior por hectare

Senepol no Brasil: a raça que cresce 40% ao ano

A utilização do Touros Senepol para cruzamento industrial, com a consequente inserção do Meio Sangue Senepol no rebanho de corte nacional, está aumentanto tanto a rentabilidade dos pecuaristas brasileiros que a raça Senepol tem crescido em média 40% ao ano em nosso país.

Senepol no Brasil a raça que cresce 40% ao ano

Hoje, a demanda por Touro Senepol no Brasil já não consegue ser atendida pela capacidade de oferta dos criatórios. Por isso, cresce cada vez mais o investimento na criação da raça pura Senepol e no melhoramento genético do Senepol, para aumentar a entrega de Touro Senepol PO ao mercado. Este, inclusive, é um investimento sólido na situação atual brasileira, ainda mais quando lembramos o contexto geral da pecuária brasileira.

Quem investiu há dez anos, hoje colhe os frutos. E a tendência são muitos anos mais de crescimento sólido garantido.

O contexto da pecuária de carne brasileira, segundo a Embrapa: o cenário perfeito para o Touro Senepol

Segundo o pesquisador Antônio do Nascimento Ferreira Rosa, da Embrapa Gado de Corte, a produção de carne brasileira vive hoje uma carência preocupante de Touro Melhorador. Durante sua participação no Programa Pecuária em Foco, o pesquisador compartilhou dados impressionantes sobre o contexto da pecuária de corte brasileira, que explicam o crescimento tão grande da procura por Touro Senepol na última década.

O contexto da pecuária de carne brasileira o cenário perfeito para o Touro Senepol

Veja alguns exemplos dos números da pecuária de corte brasileira e da importância do aumento da utilização de Touro Senepol no rebanho bovino nacional para produção de carne:

  • Levando em conta um rebanho médio de 600 vacas, a taxa de substituição de um Touro será na casa de 1%, enquanto a taxa de substituição de fêmeas será acima de 50%
  • Uma vaca deixa em média 8 ou 10 bezerros na vida útil. Um Touro deixa 50, 100, ou até 200 bezerros na vida útil
  • O impacto de um Touro Melhorador é de pelo menos 18 kg a mais na desmama por bezerro do rebanho
  • Um touro representa de 84 a 88% de todo o melhoramento genético que você pode fazer no seu rebanho
  • Há 40 anos, o Brasil produzia em torno de 660 mil doses de sêmen. Hoje, são mais de 8 milhões de doses de sêmen produzidas por ano em nosso país
  • No rebanho bovino nacional, 60 milhões de vacas ainda estão carentes de Touro Melhorador

Na opinião do pesquisador, este seria o salto evolutivo ideal para os próximos quarenta anos da pecuária nacional: investir para aumentar a oferta de Touro Melhorador no rebanho.

E, por tudo que vimos até agora neste artigo, qual seria a melhor opção para o mercado brasileiro que não o Senepol?

Está vendo? Não é a toa que os números do Senepol no Brasil estão crescendo tanto!

Senepol em Números: quantidade de criatórios e tamanho do rebanho Senepol no Brasil

O número de criatórios da raça Senepol no Brasil aumentou de 90 para 600 na última década, um crescimento de 600%! Em 2019, o rebanho Senepol bateu a marca de 100.000 cabeças de gado, representando cerca de 0,05% do tamanho total do rebanho bovino nacional.

Detalhe: como vimos mais acima neste artigo, mesmo com apenas 0,05% do rebanho bovino nacional, o Senepol já é a segunda raça que mais fatura em leilões bovinos no Brasil.

A ABCB Senepol e o PMGS

A ABCB SENEPOL – Associação Brasileira dos Criadores de Bovinos Senepol, foi criada em abril de 2002, sendo a única associação competente para analisar concessões de registro dos animais da raça Senepol no Brasil. A ABCB Senepol é também responsável pela coordenação do PMGS – Programa Oficial de Melhoramento Genético da Raça Senepol em nosso país, que também conta com participação da Embrapa Gado de Corte.

O PMGS – Programa de Melhoramento Genético da raça Senepol no Brasil

Programa de Melhoramento Genético da raça Senepol no Brasil

O PMGS é o programa oficial brasileiro para o melhoramento genético da raça Senepol, coordenado pela ABCB – SENEPOL. Seu pilar de melhoramento genético é comandado pela EMBRAPA-GENEPLUS, que avalia com exclusividade os rebanhos participantes do programa, com base no maior banco de dados existente da raça.

O PMGS surgiu no Brasil como um novo marco estratégico para nortear os trabalhos de cada criador na seleção, no melhoramento e no desenvolvimento da Raça Senepol, com o objetivo principal de aumentar de forma sustentável a sua produtividade e a sua competitividade, especialmente levando-se em conta a procura cada vez maior por reprodutores, o que, infelizmente, faz com que apareçam muitos criatórios falsos, que comercializam animais sem registro e sem garantia de qualidade ao comprador.

Conheça o Senepol da Barra: criatório destaque nacional na genética do rebanho Senepol

Se você busca garantia de qualidade nos produtos Senepol que está adquirindo, é essencial você adquirir genética apenas de criatórios que fazem parte do PMGS. Isso é prova de que aquele rebanho está sendo supervisionado pelas maiores entidades públicas e privadas responsáveis em nosso país, como o Ministéria da Agricultura e a própria Embrapa Gado de Corte, por meio do seu programa de melhoramento genético, o Geneplus.

Conheça o Senepol da Barra criatório destaque nacional na genética do rebanho Senepol

Neste ponto, é importante observar a posição de destaque absoluto do Senepol da Barra no mercado brasileiro de genética Senepol. Além de todas as avaliações obrigatórias do PMGS, o Senepol da Barra investe por fora em avaliações chanceladas pelas maiores instituições detentoras de know-how, como a Embrapa.

São duas propriedades destinadas ao melhoramento genético da raça Senepol, localizadas no Estado de São Paulo e Estado de Minas Gerais, que atendem pedidos de Sêmen, Touros, Fêmeas, Embriões e Doadoras para o Brasil todo, inclusive com exportação.

Confira alguns números importantes do Senepol da Barra:

  • São mais de 20 títulos ou pódios nos últimos 4 anos diretamente ligados a genética Senepol da Barra, todos nas maiores provas de performance genética do Brasil, incluindo títulos como Campeã do Safiras do Senepol em 2018, Segunda-Campeã do Safiras do Senepol em 2019, Vice-Campeão de CAR do CP CRV Lagoa em 2017, campeã do CP CRV Lagoa em 2017 e diversos outros
  • Em 2018, o Leilão Elite Senepol da Barra foi um dos recordistas nacionais de média por lote dentre todas as raças bovinas do país, com faturamento acima de 2 milhões de reais (mais de 10% do faturamento total em Leilões de genética Senepol em 2018 é do Senepol da Barra)
  • Em 2018, o único touro da safra nacional de 2018 selecionado pelo disputadíssimo ATJPlus Senepol da Embrapa foi do Senepol da Barra: o Hummer da Barra (BARA 0193), hoje Touro contratado pela central ABS Pecplan. Em 2019, 50% dos Touros selecionados para o ATJPlus Senepol são do Senepol da Barra
  • Em 2019, 5 Touros de genética Senepol da Barra foram contratados por centrais genéticas. No total, já são 09 Touros com afixo Barra em centrais, o que demonstra todo o poder do criatório em contribuir com a melhora genética da pecuária nacional
  • Ainda em 2019, o Leilão de Touros Senepol da Barra bateu valorização média de R$16.988,00 por animal, colocando a marca Senepol da Barra pelo segundo ano consecutivo no topo do faturamento dos leilões bovinos do ano, que ainda contou novamente com Leilão Elite com 100% de liquidez
  • Em 2019, o Sumário Oficial da Raça Senepol no Brasil elegeu 08 doadoras do Senepol da Barra no TOP 100 da raça Senepol no Brasil, incluindo a 1ª colocada, ou seja, a melhor doadora da raça Senepol no Brasil em 2019 é do Senepol da Barra
  • Em 2018 e 2019 o Senepol da Barra foi o único criatório da raça Senepol no Brasil a marcar presença com stand próprio na maior feira do agronegócio brasileiro: a Agrishow, sendo votado pelos dois anos seguidos como um dos estandes mais lembrados do evento

Confira alguns números importantes do Senepol da Barra

E aí, achou este artigo útil?

Então comenta para gente a sua opinião sobre a raça Senepol no Brasil. E, se quiser saber mais sobre o Senepol da Barra e sobre os nossos produtos, é só clicar aqui para falar conosco!